kryon blog * Aprender com a Nova Energia

Querido Ser Humano,… tu és a Esperança do Planeta Terra!

Kryon em Caracas – 13 Outubro 2007 – Mario Liani

Posted by oliveiros.kr em 10, Janeiro, 2009

O Propósito do Ser Como Caminho
Para a Própria Mestria
Canalizado ao vivo em 13-10-2007
(Caracas, Venezuela)

É conveniente destacar que o texto que segue não é uma transcrição exata e literal da canalização ao vivo, posto que as palavras canalizadas verbalmente possuem uma qualidade energética que não necessariamente pode chegar a ser materializada quando são transcritas. Por causa disto, Mario Liani voltou a canalizar Kryon para fazer os ajustes necessários para que o texto mantivesse a coerência necessária e a mensagem pudesse ser absorvida integralmente pelo leitor, que não esteve presente no evento ao vivo.

A Voz de Kryon…

Oh, o véu foi aberto na Venezuela.

Finalmente o véu metafórico foi aberto na Venezuela. Quanto tempo esperaram, não é mesmo? Quanta co-criação foi necessária para que mais de 400 almas se juntasse nesta noite e viesse para escutar a sua própria mensagem! A sua própria mensagem? Claro! O nosso porta-voz lhes disse a pouco (referindo-se às palavras prévias de Mario, que antecederam a canalização). Sabem quem são vocês? Vocês são aqueles que verbalizam os seus próprios anseios, aqueles que verbalizam os seus próprios desejos… para que o Espírito retransmita!

Que paradigma, humanos… que cômicos vocês são! Vocês, que têm em si todas as respostas… precisam ouvi-las através de outra voz!

Muito bem… aqui estamos. Estamos cumprindo… viemos. Sabem quem somos? Nós somos um grupo de consciências que canta o coro dos seus desejos, somos um grupo de entidades que está alinhado com as suas verdades e canta em uníssono através da voz do Espírito. O Espírito colocou-nos um nome. O nosso nome simplesmente reúne e reflete a energia daquilo que vocês desejam escutar hoje.

Eu sou Kryon e estou em serviço para toda a humanidade

Quanto amor! Quanto amor nós sentimos nesta sala, queridos humanos… Quanto amor… É todo o amor necessário para que nós pudéssemos percorrer este véu metafórico do qual tanto falamos. Lembrem-se que o véu é metafórico. Na verdade, não é um véu. Pode parecer que há uma separação, mas não há. Apesar de ser necessário – para nós chegarmos aqui, nesta noite, para estarmos com vocês agora – criar uma abertura dimensional… em realidade esta abertura é tão-somente uma mera referência, porque nós, queridos humanos, nunca nos desprendemos de vocês. Nunca! Vocês e nós convivemos em diferentes estações e em diferentes níveis. Jamais duvidem, nem por um só instante, que alguma vez nós deixamos vocês sozinhos.

Humanos ao Encontro de si Mesmos

“Como é isto, Kryon? Eu, humano, ir ao encontro de mim mesmo?”

Muito simples: para vocês, em sua humanidade, é difícil entender que são apenas uma pequena parte de um grande compêndio de peças, vivendo literalmente em diferentes níveis ou diferentes dimensões. Quando vocês se movimentam de uma de suas partes multidimensionais para outra, na verdade estão se reencontrando consigo mesmos, sob diferentes vibrações. Em poucas palavras, vocês vieram hoje para escutar a si mesmos.

“É incrível! Explique-nos melhor, Kryon.”

Como o nosso porta-voz lhes disse, nós representamos a voz dos seus anseios espirituais. Nós “somos vocês”, mas com outra roupagem. Vocês e nós somos UM. Ambos somos as duas faces de uma mesma experiência. Quando vocês vêm – em uma noite como esta – para escutar as palavras de Kryon, na verdade vêm para escutar aquilo que vocês desejaram ouvir durante muito tempo. Em algum momento, lançaram ao Universo um pedido e ele foi manifestado hoje por uma parte de vocês mesmos que está em um nível diferente deste. Nós representamos essa parte de vocês mesmos… e nós somos Kryon.

Unindo Percepções

O nome Kryon é o nome que representa toda a experiência humana e divina em um só conteúdo. Vocês, humanos, percebem a experiência de uma forma e nós a percebemos de outra. Então, o que deve ser feito? As percepções devem ser unificadas. E é por isto que costumam ocorrer estes encontros, nos quais vocês, humanos, e nós, essências, decidimos unificar as nossas percepções. Hoje é uma destas noites… em que decidimos nos encontrar para unir as nossas percepções…

De acordo com a sua percepção, este é um momento único, especial, divino e sagrado, porque vocês decidiram caminhar ao encontro daquela parte de vocês que geralmente não está muito acessível para ser experimentada. Quando vocês ativam – no plano pessoal – a intenção de estar aqui, o que fizeram, na verdade, foi ratificar um acordo prévio estabelecido com tantas e tantas outras almas… que, como vocês, decidiram estar ao vivo diante desta experiência.

O Re-Encontro com a sua Alma Grupo

Assim foi dito e, portanto, esta é uma noite de re-encontros. Por isso é que enfatizamos freqüentemente que estes encontros são verdadeiras reuniões com a Família Espiritual. Todos vocês são Família, queridos! Não se esqueçam que os seres que estão à sua esquerda e à sua direita são pessoas que, talvez, em outras expressões de vida compartilharam momentos com vocês. Não esqueçam que vocês fazem parte de uma “Alma Grupo”. Há hierarquias de vocês em diferentes lugares e não só nesta dimensão. Portanto, hoje é um dia de re-encontro entre esta Alma-Grupo e estas hierarquias. Queridos, abençoem esta experiência, pois – como o nosso porta-voz dizia há um momento – o propósito de estarem aqui não é só para vir ao encontro de uma experiência pessoal, mas também para recordar e sentir quem são e porque estão aqui.

Humanos: vocês sabem por que estão AQUI? “Kryon, do que se refere? Do que está falando? Aqui onde?”

Ah, queridos… Será aqui… nesta sala? Aqui… nesta cidade? Aqui… neste país? Aqui… nesta vida?

(Kryon sorri) Por que estão aqui? É tudo isto. Talvez vocês suponham que uma coisa não se conecte com a outra… Mas o fato de estar nesta sala, nesta cidade, neste país e nesta vida… Está tudo conectado! Queridos, tudo tem um propósito… assim como há um propósito para que nesta sala se encontrem almas atentas para escutar a sua própria mensagem, a mensagem que pediram ao Espírito através do seu Ser Superior.

“Oh, Espírito” – diziam em alguma outra noite – “conceda-me o privilégio de estar ali, pois eu quero escutar a sua Voz. Deus nunca falou comigo, nunca ouvi ele falar. Agora eu desejo escutá-lo. Uma experiência como esta não poderia atrair para mim a voz de Deus?”

Sim, humano: atrai. Mas não é o Deus que você está pensando. Não é o Deus que fala como um ente externo. Deus não é algo que esteja fora de você, como algo inatingível.

Você é a Experiência de Deus, que é UMA Consigo

Nós dissemos que Deus é você porque Deus é o nome que você colocou para a sua experiência humana como ser divino em exercício, como um Anjo Humano que renunciou momentaneamente a sua divindade para vir aqui para aprender a ser melhor, acumulando experiências para classificá-las na coluna “crédito” do seu livro de contabilidade… o qual não é realmente o “seu livro”… mas o “Livro da Humanidade”.

Quando você escreve algo na sua coluna de “crédito”, Deus – que representa toda a experiência possível – regozija-se, tornando possível que a experiência do Ser cresça ainda mais. A sua experiência é, na verdade, a experiência que Deus está tendo – através de si – com a humanidade inteira. Deus existe através de você, humano. Deus é UNO consigo e comigo.

Você é o Propósito

Quem somos nós? Somos aquilo que você deseja. Você queria SER, não é mesmo? Então, É. Não precisa se conformar em apenas sonhar. Você É. E está aqui hoje, porque você É. E o que é? Você faz parte de toda uma experiência que, sem você, não se realizaria. Já dissemos tantas e tantas vezes…

Oh, querido humano, não se conforme em sonhar. Você É. E se é, aceite a consciência do SER e recrie-a aqui, na sua dimensão. Acredite mais em si e em suas possibilidades. Acredite que o seu propósito de ser é importante. Ninguém pode fazer por você aquilo que veio fazer aqui. O que você veio fazer aqui é insubstituível, principalmente porque “o propósito é você”. Sem você, não haveria propósito. Portanto, vamos revisar o seu propósito.

Qual é o propósito da sua vida, meu querido ser humano? Já pensou? Procure lembrar-se. Você pode trazê-lo de volta para a sua memória. Esse propósito, meu querido ser humano, é lembrar quem VOCÊ É, qual é a sua essência divina, aquela que lhe permitirá recriar o Espírito na sua experiência humana.

Você é um Mestre?

Você está aqui para engrandecer a experiência humana e o seu aporte para esta experiência é único e inigualável. O seu aporte é tão, mas tão importante… que sem ele não haveria experiência para os outros… O seu aporte se entrelaça com os outros e o entrelaçamento dos aportes de cada um de vocês constrói a experiência da humanidade, que é única… porque cada um de vocês é um ser único! A chave está na sua singularidade. E é por isto que não há duas pessoas iguais neste mundo. Não pode haver, nem neste e em nenhum outro. Não há duas pessoas iguais, porque cada um de vocês é perfeito, é especial e é esta singularidade que permite que cada um possa ser um artista ou um gênio… ou que cada qual seja um MESTRE.

Mestres! Quantos mestres estão aqui! Esta sala está cheia de mestres. E quem chega a ser mestre? Eles são pessoas que receberam a sua maestria na universidade da vida? Não necessariamente… Os mestres são MESTRES porque reconheceram a sua própria maestria. O título de mestre, meu querido humano, não é colocado por ninguém. O título de mestre é dado por você mesmo, pois ao decidir que quer ser mestre, recebe o desenvolvimento da sua maestria e a amplia para ensinar outras pessoas sobre o seu significado. O que é ser mestre? É ter o domínio absoluto do propósito do ser, é ter o conhecimento absoluto que você está aqui para realizar uma missão consigo mesmo e com os demais.

O Propósito do Ser

Ah… claro, com os demais… pois a sua maestria não é somente para si, meu querido humano! A sua maestria deve ser compartilhada com os outros, pois o exercício da sua maestria envolve as pessoas que estão ao seu redor. A palavra Mestre lhes diz: o mestre não é aquele que ensina? Portanto, o que você ensina para a sua gente? Ensina toda a bondade, a habilidade e a perfeição que você é? Ensina que assim como você é bom, hábil e perfeito… eles também podem ser bons, hábeis e perfeitos? Essa é a maestria que todos estão esperando de você, pois esperam que você dê o exemplo através da sua vida. Então, como a maestria é executada? É executada através do exemplo da sua vida. Use a sua vida para dar exemplo… Inicialmente, será mestre de si mesmo e depois será mestre de outras pessoas.

Aprendendo a Ser Mestre… Sendo um Mestre

Ser mestre dos outros, meus amados humanos, não é dizer aos demais o que eles têm que fazer. Trata-se simplesmente de mostrar o caminho do que pode ser feito. Trata-se de sugerir… não com a palavra, mas com a intenção e com o exemplo. Como se dá um bom exemplo? Com a impecabilidade. Seja impecável em tudo o que faz. Não importa o que você faça. Não necessariamente deve ser “algo espiritual”. O exemplo da sua impecabilidade pode ser dada em todos os níveis de ação humana que lhe ocorram. Seja impecável, porque assim será autêntico e os outros perceberão isto. Por conseguinte, a sua autenticidade nunca vai ser colocada à prova. A sua autenticidade é aquilo que vai lhe diferenciar. Diferencie-se através da singularidade da sua autenticidade e desenvolva a maestria que há em você.

“Kryon, por que tenho que ser mestre dos outros? Por quê? É mais cômodo que outro seja meu mestre! Não quero ser mestre, Kryon. É muita responsabilidade. Por que a vida não me dá um mestre que me diga o que tenho que fazer?”

Porque esse não é o propósito daquilo que você veio experimentar, querido humano. Você veio aqui para perceber, para abrir os olhos e ver quem VOCÊ É na verdade. Isso NÃO deveria ser dito por ninguém. Nunca alguém deveria lhe dizer quem ou o que você é, ou quem ou o que deseja ser.

A Auto-Estima como Caminho Para a Maestria do Ser

Oh, estamos entrando em um terreno minado: o tema da auto-estima. Por que falamos de auto-estima, queridos? Porque o desenvolvimento da auto-estima é o caminho para a Maestria do Ser. Se tiver auto-estima, terá o caminho aplainado para a sua própria maestria. Portanto, é aconselhável que procure buscar a auto-realização para encontrar a própria autovalorização.

Meus queridos, a autovalorização é conquistada. Ninguém lhe entrega em uma bandeja. Esse não é um atributo que o ser humano recebe em uma bandeja. É um atributo que o ser humano ganha vida após vida, exercício após exercício, experiência após experiência. Cada vez que vocês vêm ao encontro de uma experiência… ganham um pouco mais de autovalorização.

Talvez a maioria de vocês presente nesta sala, pergunte-se: “Eu passei toda a minha vida buscando a minha própria autovalorização. Acredito que Kryon tem razão. Está certo… toda a minha vida procurei ser reconhecido; mas, além disso, tenho tentado me convencer de que eu posso, de que eu SOU….”

Meu querido, o que está esperando? Por que estamos dizendo isto? Por que precisa escutar isto nesta noite? Porque, nesta sala, há mestres que sabem que são mestres. Porém, alguns duvidam da sua própria maestria e outros sequer sabem que poderiam ser mestres… mas seriam mestres se entendessem que, SIM, podem ser mestres…

Humano, escute bem o que estamos dizendo: o potencial da Maestria do Ser está em você mesmo, no seu inventário de possibilidades, na coluna “crédito” do seu livro de contabilidade. Precisa apenas observar-se. Não se trata de se olhar no espelho. Trata-se de olhar para a sua alma. Ver a sua alma e perguntar: o que anseio? O que desejo? O que está faltando para me sentir realizado?

Deseja se sentir realizado, mas sente que há algo que ainda não lhe permite se sentir assim. Esse algo é aquilo que você mais teme. É representado por aquele modo de ser, aquele desvio de conduta que lhe domina, ou aquele medo ou crença que fazem com que acabe se desviando daquilo que o seu ser sabe que precisa enfrentar. Talvez você diga algo como: “Não vou fazer isto hoje… vou fazer isto amanhã. Agora não, melhor no ano que vem. Não me peçam para fazer isto, pois eu não posso, não sou capaz. Peçam-me qualquer coisa, mas isto não.”

Quem são os seus Mestres?

Oh, meu querido ser humano, que cômodo seria se lhe pedissem para fazer qualquer coisa, menos aquilo que você não deseja, não é mesmo? Mas, se esse outro ser que está ao seu lado e que compartilha a vida consigo, pede-lhe para fazer justamente aquilo que você não deseja fazer… por que você acha que ele está pedindo? Porque é um mestre que veio para lhe ajudar a recuperar a sua maestria. Uma parte da missão que este ser tem é a de fazê-lo abrir os olhos para aquilo que você não percebe como o seu próprio obstáculo para alcançar a Maestria do Ser.

Meu querido, abra os olhos e detecte que mestres a vida colocou ao seu lado. Pergunte-se porque esses mestres são “assim como são” com você, pois provavelmente extraíram de você “o melhor e o pior”. Sabe de algo? O melhor e o pior caminham juntos, vivem muito próximos um do outro e são duas versões da mesma coisa. No melhor, está tudo aquilo que é melhor em você, aquilo que você faz melhor. No pior, está justamente aquilo que lhe impede de ser ainda melhor, aquilo que lhe impede de conquistar o que tanto deseja.

A Maestria do Ser – que é um dos temas desta jornada – tem a ver com o reconhecimento de quem são vocês e tem a ver com a sua autovalorização. Sentimos e sabemos que há, nesta sala, pessoas que têm dificuldade de se autovalorizar, pois precisam de muletas ou de algo que lhes apóiem para caminhar.

Desprendam-se das Suas Muletas!

Desprender-se das muletas pode ser através de qualquer coisa: uma pessoa, uma palavra amiga, um ritual, uma oração, um traje, um talismã, qualquer coisa! Desfaça-se das suas muletas, querido ser humano! Observe as suas muletas e pergunte se vai depender delas por toda a vida. As suas muletas são aquilo que lhe separa de alcançar a sua própria maestria. De coração, recomendamos: olhe para as suas muletas e comece a buscar a forma como se desfazer delas. Pergunte-se o que aconteceria se em um determinado momento não tivesse mais estas muletas. O que faria? Como resolveria?

Você já fez o exercício – nem que seja por um dia – de descartar as suas muletas, considerando a possibilidade de que não as tem mais e que, conseqüentemente, terá que se valer de si mesmo? Não acredita que a vida exigirá que coloque em prática uma grande criatividade agregada com a mais brilhante das soluções? É disto que se trata, querido… que, através da ruptura de paradigmas, você alcance a Maestria do Ser.

Como dissemos, há mestres aqui. Alguns de vocês exercitam a maestria através do plano espiritual, outros através do plano profissional ou, ainda, de diferentes maneiras. Não há diferença alguma. Todos vocês são mestres porque outras pessoas dependem do exemplo de vocês para reconhecer que poderiam caminhar sozinhos sem a necessidade de muletas.

Nesta sala há uma bonita representação de diferentes tendências: espirituais e não espirituais. Ficamos muito contentes em ter conseguido convocar esta heterogeneidade de almas que têm algo em comum: estão aqui e representam a Família Espiritual. Porém, não só representam a sua própria linhagem: representam a linhagem da sua cidade e de seu País (Venezuela).

A Linhagem do Seu País

Vocês, queridos humanos, vieram representando o seu país. É a primeira vez que Kryon fala aqui, no seu país. O nosso porta-voz teve que canalizar primeiramente fora do seu país, e não entendeu porque deveria ser assim. Perguntava-se o por quê disto. Oh, meu querido porta-voz, aqui está a resposta: porque precisávamos que você estivesse mais preparado para poder verbalizar os anseios do seu País, os anseios do seu povo e daqueles que desejam escutar algo sobre a Alma Grupo e sobre o seu País.

Vocês vieram para cá, mestres, com desejo e preocupação de ouvir notícias sobre o seu País. Vocês estão preocupados com o seu País. Oh, meus queridos, aqui está a raiz do tema desta noite. Há preocupação, mas talvez esqueceram algo muito importante. “Quem” é o seu País? “País” é uma palavra abstrata. É uma referência geográfica, um lugar no mapa com um contorno desenhado, que mostra costas, picos, vales e fronteiras artificiais criadas pelo homem…

Integrando a Alma Grupo

Mais do que isto, a palavra “país” representa uma Alma Grupo, um grupo de consciências que veio para este encrave geográfico particular para ter uma experiência humana, nutrir-se dela e deixar uma semente semeada para que outros – descendentes deles mesmos ou eles mesmos sendo descendentes de si mesmos – regressem várias vezes para o seu país para gerar novos desafios e encontrar novos propósitos do Ser.

A jornada de hoje lhes faz vir por causa dos seus próprios propósitos individuais, mas também por um propósito coletivo. O que acontece neste País? O que acontece com a Alma Grupo deste País? Por que há preocupação com o País? Quando estão preocupados com o País, estão preocupados com vocês mesmos. Então, de onde sai a preocupação? Em primeiro lugar, de vocês mesmos. Vocês não se acham, não se encontram. Parece que não se sentem cômodos com o que está acontecendo ao seu redor. Por quê? O que está acontecendo? Quem está gerando “isto”? De quem é a culpa?

Observem que não estamos dizendo que “isto” não tem nome, nem que “isto” seja bom ou ruim. Simplesmente nos perguntamos sobre a origem do seu mal-estar.

“Isto” simplesmente tem duas versões, duas versões extremas: a versão de que para alguns “isto” é algo “muito bom”… e para outros “isto” é algo “muito ruim”. Será “bom” ou será “ruim”? E aqui entramos na dialética usual que já conhecem… Que nada é bom ou ruim. Simplesmente “É”.

O Contrato Coletivo de um País

Isto É e está sendo, porque se trata da sua experiência, a que vocês contrataram como Alma Grupo. Não é um tema individual, não tem um nome próprio. É um tema de consciência coletiva. A consciência coletiva que reina no seu País decidiu ter uma experiência. O coletivo decidiu que a situação do seu país chegou a um ponto onde era necessário dar a volta na experiência, a fim de que a própria coletividade aprendesse algo diferente.

Em poucas palavras, meus queridos humanos, a experiência prévia originou um fato para que vocês aprendessem e aperfeiçoassem o conhecimento de “algo” diferente, depois de serem especialistas no “lado oposto”. Lembrem-se – como vocês dizem – que a experiência faz a diferença… Nós sabemos que nunca, na sua vida, imaginaram ter uma experiência como esta. Não seria uma verdadeira experiência se não tivessem vivendo-a como tal. É disto que trata o seu caminho de vida, querido ser humano: você aceitou vir aqui para ter uma experiência, não para fugir dela.

O tema que estamos tratando não é individual. É coletivo, é sobre a Alma Grupo deste encrave geográfico, que decidiu ter uma experiência sobre a liberdade, o livre arbítrio, a auto-valorização e a Maestria do Ser.

Percebem por que falávamos de todos estes tópicos antes de abordar o tema que vocês desejavam escutar nesta noite? Oh, é que nós sabíamos que vocês queriam escutar algo sobre este tema, mas não podíamos abordá-lo friamente sem antes falar da experiência humana individual em busca da sua própria maestria.

Você Delegou para Outros as suas Escolhas?

Mestres presentes nesta sala, como vocês vão obter a Maestria do Ser se não adquirirem primeiramente consciência do que significa o tema do livre arbítrio, da autovalorização e da liberdade? A sua Alma Grupo está preocupada com o conceito da liberdade, mas a pergunta que fazemos para a sua Alma Grupo, através de você, é a seguinte: o que você sabe de liberdade? Já foi livre alguma vez? Desenvolveu o seu livre arbítrio ou, pelo contrário, permitiu que outros escolhessem por você as suas próprias experiências?

Que diferença há – perguntamos – entre “alguém” que escolheu para você certas experiências e “outros” que agora decidem por você? Não é a mesma coisa? Você deu permissão “àqueles” e agora deu permissão para “estes”, para que determinassem por você…

Os seus conceitos de liberdade, livre-arbítrio e autovalorização – que agora tanto defende como Alma Grupo – onde estavam? O que aconteceu neste momento? Procure lembrar-se como tem exercido este conceito de livre arbítrio durante toda a sua vida – como integrante da Alma Grupo do seu país. Se tem memória e consegue fazer um bom exame de consciência, perceberá que em vários momentos da vida você abdicou da sua maestria e cedeu o seu poder para “outras” pessoas para que eles se convertessem nas SUAS muletas, para que outros assumissem a delegação das responsabilidades que não queria aceitar.

Nesta oportunidade, disse: “Não, eu não desejo ter esta responsabilidade. É muito para mim… Há outros que provavelmente saibam melhor do que eu. Vamos dar a permissão para outras pessoas. Em suma, sempre fizemos assim…”. E o que acontece agora? Por que agora reclama e se lamenta da sua liberdade, se, ao fim e ao cabo, você mesmo a delegou?

Oh, meu querido ser humano, você reclama porque, neste momento da sua vida, está percebendo que o conceito de liberdade que tinha não se parece em nada com o conceito que tem agora. Durante a sua viagem, o seu sentimento mudou, evoluiu e se alinhou com o sentimento de muitas outras pessoas.

Previamente, o sentimento de todos vocês como Alma Grupo provinha dos seus próprios egos individuais. Diziam para si mesmos que outorgavam a sua maestria para entender que não precisavam exercê-la por existirem outros que poderiam fazer isto por vocês. Contudo, acabam de perceber que não deveriam ter feito isto…

Faço uma pergunta, ser humano: você percebeu o quanto aprendeu durante este processo e quanta informação agora repousa no seu “crédito” sobre o tema liberdade, livre-arbítrio e autovalorização… como ser humano e como integrante desta Alma Grupo geográfica? Percebeu quanto teve que enfrentar para aprender um conceito que considerava “resolvido”?

Talvez – nós dizemos – esse fosse o propósito mais evidente, mas outros propósitos irão sendo revelados à medida que o tempo vai passando e que os eventos e as circunstâncias tomem o rumo que devam tomar.

Nada é para Sempre

Você sabe muito bem que nem tudo é para sempre. Nada dura eternamente. Olhe para a sua vida: hoje os seus filhos vivem consigo, mas amanhã irão embora para viver por sua conta ou lhe deixarão. Hoje tem uma esposa e amanhã, talvez, terá ido embora ou você a terá abandonado. Hoje você se separou do seu amor, mas amanhã virá outro. Ontem vivia em uma cidade e hoje vive em outra. Quantas vezes mudou de emprego? Quantos veículos comprou na sua vida? Quantas peças de roupa adquiriu e depois as presenteou ou descartou?

Tudo era para sempre? Não, querido humano. Nada é para sempre. Sequer a sua imagem no espelho é para sempre. A sua consciência não é aquela de sempre. A sua segurança não é a mesma de sempre. Os seus conhecimentos não são os mesmos de sempre. Cada vez que o tempo passa para vocês, seres humanos, o seu transcurso representa a aquisição de novas experiências, o alcançar de uma nova maturidade… mas NÃO a maturidade física ou temporal. Estamos falando sobre a maturidade evolutiva, a maturidade da consciência.

A Maturidade da Consciência

A sua consciência evoluiu. Você sabe disto. Não é a mesma de nove anos atrás, assim como a sua vida não é mesma de nove anos atrás… Por que dizemos isto? Porque amanhã pode ocorrer o contrário. O que hoje dão por certo e acabado, amanhã talvez já não o seja, ou seja o oposto. Do que depende para que amanhã aconteça o contrário ao que hoje dão por certo e acabado? Da sua própria consciência, do seu próprio conceito autovalorativo, da sua própria Maestria do Ser, meus queridos mestres.

Vocês, como mestres, são responsáveis não só por sua vida, mas pela vida dos outros. Muitos dependem de cada um de vocês. Assim como a sua família depende de vocês, os seus empregados dependem de vocês e os seus mascotes dependem de vocês… a consciência de Grupo deste encrave geográfico depende de cada um de vocês. Se vocês mudarem a sua própria consciência, faltará muito pouco para que mude toda a consciência desta Alma Grupo. E por que deveria mudar? Porque as vivências e experiências relacionadas com o livre arbítrio e a busca pela liberdade terão aprofundado mais no seu ser e lhes farão ver com mais maturidade aquilo que vocês podem chegar a desejar como indivíduos e como integrantes desta Alma Grupo.

O Poder da Atração

Nós dissemos em alguma oportunidade: aquilo que hoje é na sua vida, é aquilo que você merece. Neste momento, meus queridos humanos, vocês têm um líder que conduz os seus destinos. Por que têm esse líder? Já sabem: vocês o escolheram. Esse líder está aí porque respondeu ao anseio de uma coletividade.

Meus queridos, vocês parecem estar acreditando que a aparência dos atos que se desenvolvem diante dos seus olhos está verdadeiramente refletindo a essência do fato. Oh, recomendamos que procurem entender que além, muito além das aparências… há um propósito ulterior.

O propósito ulterior tem a ver com a Alma Grupo e com o fato de que vocês escolheram “alguém” para que lhes ensinasse “algo”. O modo como estão realizando estes ensinamentos depende justamente de vocês, pois foram vocês que escolheram a sua intensidade.

O clamor que surgiu no seu encrave geográfico era a necessidade de surgir um líder que conduzisse os destinos desta Alma Grupo, que fosse alguém “diferente”, que rompesse esquemas, que mudasse paradigmas, que não fosse igual a todos aqueles que governaram o destino das suas vidas nos anos passados. Não é isso o que vocês pediram?

Queridos e queridas, quanto cuidado terão que ter com aquilo que pensam e com aquilo que dizem! Falamos sobre isto muitas vezes através da reiteração dos conceitos de co-criação, poder da intenção e leis da atração. Porém, além daquilo que possa parecer, estes conceitos refletem absolutamente o que agora estão vivendo. Vocês escolheram “alguém” porque a sua Alma Grupo pediu. Vocês têm isso porque atraíram e magnetizaram…

Por quê? Repetimos: porque conheciam um lado da experiência e precisavam ter a visão do lado oposto. É interessante ter a visão dos dois lados? Com certeza, claro que sim! Era necessário, pois, de outra forma, a sua visão seria unilateral e estariam tendo apenas uma das experiências… e não o leque das possíveis experiências.

Vocês são abençoados. O Espírito lhes abençoa e lhes ama ternamente por terem assumido a intensidade da experiência que escolheram. São abençoados por isto, pois, no nível evolutivo, obtiveram o valor de ter escolhido algo que, com o decorrer do tempo, ter-lhes-á engrandecido como sociedade.

Lembrem-se: nada é para sempre. Tudo muda. Do que depende para que a situação atual mude? Que vocês saibam qual o tipo de liberdade desejam para si mesmos, que vocês saibam que tipo de liderança desejam ter, que escolham o tipo de líder que seja necessário… ou que decidam ficar com o que têm.

Este líder poderia “aparecer” como um passe de mágica? Não, absolutamente. Não vai aparecer assim. São vocês que vão criá-lo e atrair para suas vidas. Como “aparecerá”? Oh, esse líder será gerado com o exercício da sua própria experiência pessoal, primeiro como indivíduos e depois como sociedade.

Como é a sua Liderança?

Como vocês exercitam a liderança nas suas vidas? Sabem ser bons líderes? Sabem liderar adequadamente? Sabem ser justos e equânimes na hora de conduzir? Evitam ser impositivos, intolerantes, déspotas, egoístas ou autoritários? Fazem tudo para evitar esta situação? Exercitam adequadamente a liderança nas suas vidas, diante das suas famílias, seres queridos, empregados ou amigos? Como é a sua liderança?

“Kryon… que pergunta! Claro que nós temos que conduzir as nossas vidas e em determinados momentos temos que nos impor forçosamente perante os outros.”

Sim, querido, sabemos disto, mas… como exercem a liderança? Aí está a diferença… porque assim como executam a sua liderança… na mesma medida atrairão para suas vidas aqueles que vão querer exercê-la sobre vocês. Eles serão atraídos magneticamente pelo poder da atração que vocês sabem que lhes rodeia, pelo maravilhoso poder de co-criação que estão aprendendo a desenvolver, o qual – como dissemos muitas vezes – é cada dia mais efetivo. Deseje, humano, deseje… e os seus desejos serão concedidos rapidamente… por você mesmo, porque você terá atraído para si.

O Desejo de uma Mudança

Retomemos o rumo. Se você exerce a sua liderança de certa forma, o que atrai magneticamente para si? Atrai líderes similares para a sua vida: tal como lidera, assim será liderado, assim lhe conduzirão e assim manipularão o destino da sua vida. Pensou nisto? Pensou na mudança que você deseja, na necessidade de que “isto” mude?

Você deseja que “isto” mude… porque o ser humano sempre costuma desejar mudanças, pois nunca parece estar conformado com o que tem… Contudo, o fato de desejar ter novas experiências é positivo.

Meu querido, se isso é o que você deseja… se deseja uma mudança, como vai atraí-la? Através do exercício do seu próprio exemplo. Comporte-se no exercício da liderança, como se você quisesse que outros lhe liderassem, pois, desta forma, atrairá para sua vida uma quota equilibrada de liderança. É simples.

Como vocês conseguirão atrair esse novo modelo de liderança para suas vidas? Isso não podemos dizer, porque o amanhã é flexível, é mutável e depende inteiramente de você, querido ser humano. Depende de como hoje você está sendo. Depende de como hoje a sua intenção está focalizada. O que você faz “hoje”, colhe “amanhã”. Cada dia da sua vida é um dia de semear, porque aquilo que você semeia “hoje”, “amanhã” irá colher para si.

Quando é “amanhã”? Oh, “amanhã” não é o amanhã cronológico que vocês imaginam. Tampouco é o amanhã de uns anos para frente. Não estamos falando disto. O amanhã que estamos falando é esse potencial que lhe espera de momento em momento, de expressão em expressão, de dimensão em dimensão, de projeção em projeção… onde você seguirá sendo você, onde recuperará cada vez mais a sua essência humana para vir exercitar tudo o que aprendeu em processos passados. Quando retornar e retomar o seu poder, como vai fazer? Vai fazer de acordo com aquilo que semeou “ontem”.

Sonhando com a Nova Terra

Então, o tema é individual? Não. O tema é coletivo. É um tema da Alma Grupo. Se você, você, você e você… (apontando para a platéia, em várias direções), se cada um de vocês semear hoje o que deseja ver amanhã… Oh, queridos humanos, que Nova Terra maravilhosa vamos ter! E não somente aqui, neste encrave geográfico… A Nova Terra representa este planeta no qual vocês anseiam em viver, esse mundo com o qual vocês sonham todas as noites.

É provável que durante a noite dediquem parte das suas reflexões a isto. “Oh, como gostaria de viver em um mundo de não-violência, em um mundo de paz e de boas relações, em um mundo de estabilidade econômica, onde não haja mais guerras e onde todos vivam felizes…”

Novo Paradigma a Partir do Ano 2000

Meus queridos humanos, vocês devem caminhar em direção a isto… Não duvidem. Lembro-lhes que o paradigma da humanidade mudou a partir do ano 2000, pois ela esteve conectada – durante 1000 anos – com a essência numerológica do número 1, que representou o arquétipo masculino da individualidade. A partir do ano 2000, os temas da individualidade e a liderança exercida pela força e pela oposição foram ficando para trás. A partir do ano 2000, o paradigma é outro. É o da cooperação, o das uniões, associações e relações estratégicas. Vocês não devem estranhar se virem projetos de cooperação a nível internacional muito mais ambiciosos do que aqueles que surgiram até agora (como a União Européia).

Não vamos ir muito além. Vejamos o que está acontecendo agora no seu encrave geográfico… procurem adotar uma visão equilibrada. Aqui, no seu país, o seu líder está buscando – por um ou outro caminho – a união de diferentes posições e posturas em todo o continente. Queridos, isto não é negativo. Deixando de lado o caráter ideológico – que aqui não podemos tocar e nem vamos discutir, já que Kryon não fala de política, não critica e nem censura – temos que celebrar “a intenção”, pois é nesta intenção que está a semente da nova humanidade, do potencial desta Nova Terra que estamos tentando fazê-los ver.

O fato de ter gerado tal intenção não quer dizer que o caminho para a concretização desta criação seja exatamente esse que agora o seu País está passando. Haverão muitos caminhos, surgirão muitas possibilidades e ocorrerão mudanças no seu desenrolar… mas não devem descartar o propósito fundamental que é o da união.

Aqui, no meio de vocês, há mestres que algum dia poderão ocupar uma posição chave ou privilegiada na sua sociedade. Pode ser que alguns dos seus filhos ou alguns dos seus netos ocupem algum dia uma posição chave na sua comunidade. Os seus netos saberão entender melhor do que vocês o conceito da união estratégica, o conceito da cooperação. Darão passos para que a humanidade se una, associe-se, una esforços, coopere entre si, integre-se, compreenda-se e se respeite.

Olhemos tudo aquilo que está acontecendo agora nas suas vidas – a nível de Alma Grupo – como um prelúdio, como um preâmbulo. Vocês sabem muito bem que o começo geralmente não é fácil, pois caracteriza o fato de experimentar para aprender a fazer algo novo. De fato, vocês, humanos, sempre precisam estar experimentando aquilo que desejam… até chegar a aprender, praticar e dominar.

A Semente de uma Mudança

Portanto, procurem ver “isto” que está acontecendo como um preâmbulo à mudança que surge de novas aprendizagens. Entendam que é uma bonita, profunda, forte e inspiradora lição para vocês como Alma Grupo ou como humanidade enraizada nesta posição geográfica.

Não se deixem guiar pelas aparências. A mudança que vocês poderiam desejar – se for alinhada com o que a maioria desejar – acontecerá. Como, quando e que tipo de mudança será? Isso não podemos dizer porque os detalhes serão decididos por vocês, como Grupo de Almas.

Kryon vai adiantar algo… só um pequeno adiantamento. O ano que vem (o ano de 2008) poderá ser muito importante para o seu encrave geográfico e para sua Alma Grupo. Para o seu País será uma espécie de ano de transição. Os anos de transição usualmente geram uma forte energia de reajuste e de re-equilíbrio. Quando algo precisa re-ajustar-se, é necessário re-ordená-lo e, nesse re-ordenamento, costuma ocorrer primeiro uma desordem para que depois a ordem retorne.

Digamos que, para o seu País, o próximo ano poderá ser um ano de re-acomodação de energias, com um potencial relacionado simples e plenamente com a reestruturação de padrões antigos e estabelecimento de novos padrões. Estejam atentos: os potenciais são muito interessantes, mas destacamos que são apenas um esboço dos acontecimentos, posto que o desenvolvimento dos eventos simplesmente será escolhido através da sua consciência de Alma Grupo, através da intenção global e por meio de todas as ferramentas que precisaram aprender a utilizar durante todos estes anos, e que lhes conduzirão para esta finalização.

Não temam. Não há nada a temer. Não há nada para se preocupar. Simplesmente virá a experiência que estão aguardando.

Agora Kryon deseja abordar outro tema que se tornou recorrente durante estes últimos encontros de Família. É o tema da cura. O nosso porta-voz já antecipou para vocês (durante a conversa prévia à canalização) que o humano que vem para assistir este tipo de encontro, não vem só para se encontrar com a sua Família Espiritual. Vem, também, para buscar um processo de cura que ele mesmo contratou através do seu Ser Superior e através do grupo de humanos que está presente aqui.

É o Momento da Cura

Quando ocorre uma cura desta amplitude… A cura do humano começa pelo fato de ser coletiva e começa de dentro da sua alma, no nível superior vibratório mais elevado onde repousa a sua essência divina, a sua essência angelical. É aí onde está ocorrendo, neste momento, a maior cura. Deste ponto de vista, a cura se move em diferentes níveis ou em diferentes dimensões.

Vocês são como um conjunto de peças onde cada uma delas contém o rosto da sua unidade como seres interdimensionais. Em poucas palavras, vocês são apenas uma das múltiplas partes que os compõem. Não há uma parte. Há muitas partes de vocês e, por incrível que pareça, meus queridos humanos, quando vocês curam uma parte, todas as demais se beneficiam deste processo de cura.

Então, primeiramente gostaríamos de solicitar que se conscientizem que, cada vez que vocês curam algum processo – seja espiritual ou emocional, estão colocando a semente da cura no seu passado, no seu presente imediato e em seus potenciais futuros. Porém, passado, presente e futuro não existem, tal como vocês os conhecem. Tudo está ocorrendo neste mesmo instante e, conseqüentemente, neste mesmo instante vocês estão curando o seu passado, o seu presente e seus prováveis futuros potenciais.

Logo, meus queridos humanos, conectem-se principalmente com a necessidade de curar todo o processo que lhes trouxe até aqui. Vocês vieram aqui seguindo um processo. Estão aqui por causa deste processo e, portanto, não é casualidade que estejam aqui e agora passando por esta experiência.

Conectem-se com o fato de que o que está acontecendo agora faz parte de todo um processo onde misteriosa, mágica e espiritualmente (todos os… “mente” que vocês queiram)… ocorre uma cura que muda completamente toda a sua experiência para trás e para frente!

… Tudo Começa e Termina no Âmbito Emocional

Curem as suas emoções! Vocês vieram aqui não só para se conectar com o espiritual. Também vieram para se conectar com o emocional. Vocês se lembram da visualização e meditação que fizemos quando começou esta jornada? Vocês se lembram do que se tratava? De abrir o coração, enchê-lo de luz e levar esta luz aonde se possa ou aonde seja necessário!

Vocês são responsáveis por levar a luz do amor para suas vidas e não só para dentro de si, mas também para fora. Projetem-na. Sintam como essa esfera de luz branca dourada estoura de felicidade dentro dos seus corações! Sintam como lhes transpassa e banha de amor todos os seus processos de vida! Sintam como todos os seus processos – sejam brilhantes ou obscuros – banham-se com esta brilhante e magnífica luz que não vai deixar dúvidas de que vocês agora são diferentes e sairão daqui mudados…

Levem esta luz consigo para os seus lares, retornando convencidos de que algo importante ocorreu em diferentes níveis. Vocês não sabem exatamente o que ocorreu… mas aconteceu! Sentiram?

“Oh, Kryon, o que acontece com a minha cura física? Eu desejo ser curado. Há algo que precisa ser curado em mim. Kryon, pode me ajudar?”

Não, querido humano, eu não vou ajudá-lo… porque você não precisa da minha ajuda. Você está curado. Não precisa curar absolutamente nada no seu físico. O seu corpo é uma máquina perfeita que obedece a todos os seus anseios e principalmente ao seu anseio de ser curado… porque você já está curado!

Apague do seu dicionário da vida a palavra “preocupação”. Não deve se preocupar por aquilo que já É. Tampouco precisa se preocupar por aquilo que NÃO É. Você está curado! Portanto, visualize-se – nos seus processos normais e regulares – como uma pessoa sã. Aquilo que você acredita que está lhe incomodando… não existe, não existe! Observe-se: você é perfeito, é uma peça de Deus, é único. O mundo inteiro, a experiência inteira… depende de você. Assim, como o mundo precisa de você para que a experiência aconteça? Curado!

Lembrem-se que todos – nós incluídos – temos o poder de gerar na nossa vida aquilo que desejamos. Isto se chama “Poder de Criação”. Nós – quando digo nós, estou falando de nós, no mundo espiritual, e nós, no mundo físico, porque somos uma experiência compartilhada – somos grandes criadores… Somos tão criativos que… olhem esta experiência que criamos! Nós a criamos: vocês com os seus anseios e nós, aqui, respondendo aos seus anseios. Que maravilhoso poder de co-criação!

Criamos esta experiência… e se conseguimos tantas e tantas vezes, não podemos criar a melhor das experiências? Claro! Uma vida feliz, uma vida completa, plena de realizações de saúde e de amor.

Tudo o que lhe rodeia na sua vida é amor. Não tenha medo. Não tenha medo. Desfrute deste momento mágico. Guarde esta energia do agora porque ela não será concluída neste momento: você a levará para casa.

Nesta noite, quando fechar os seus olhos, voltará novamente a se conectar com a sua essência e ali, no silêncio dos seus pensamentos e no limite do umbral, recuperará completamente a memória que lhe trouxe aqui para aquilo que VOCÊ É, agora. Nós estamos lhe lembrando agora, porque, mais tarde, você lembrará de tudo isto.

Que Mais Deseja, Humano?

Incentivamos você a abrir o coração e a curá-lo. O que mais deseja, humano? O que mais podemos fazer por você? Se estamos literalmente a seus pés, adorando-o por sua valentia de ter vindo aqui para sustentar esta experiência… Já a tem? Não a deixe, não a esqueça. Lembre-se, guarde-a e interiorize-a.

Emoções fortes! O nosso porta-voz está muito emocionado. A emoção é muito forte. Vocês estão emocionados? Desfrutem esta sensação! A emoção é o sentimento que vai conectá-los mais rapidamente com o Espírito e com a Família, esta Família Espiritual que não é formada só por estes corpos que estão aqui, presentes.

Ao redor de vocês há uma inúmera quantidade de entidades que lhes representam, que lhes conhecem, que lhes pertence e lhes lembram que vieram aqui para se encontrar com vocês.

Neste momento, o Espírito está dizendo para a sua alma – com muito amor e muito carinho – que abram os seus corações e sintam que não só tiveram uma boa recepção. Agora, com o seu coração aberto, vão ter uma boa despedida. Estas entidades que fazem parte da sua Família e que vieram para cá através da abertura do véu metafórico, estão abraçando vocês, estão se despedindo, mas não fisicamente. Estão se despedindo com nostalgia, mas também com muita alegria, porque neste dia especial vocês puderam se re-conectar com a sua essência angelical, escutaram a voz do Espírito e sentiram o abraço da Grande Família…

É momento de começar a fechar a abertura que todos abrimos. A nossa comitiva está se retirando, uns mais depressa que outros… mas todos felizes, contentes e tão realizados como a Alma Grupo, por ter tido uma experiência única, que não se repetirá.

A Família Espiritual lhes ama, o Grupo de Kryon lhes ama e todos nós não vemos a hora de ter uma nova experiência como esta. Saibam que nós nos retiramos brevemente. Despedimo-nos metaforicamente, pois na interdimensionalidade não existem despedidas: estamos sempre dentro de vocês.

Kryon lhes abençoa. Boa noite a todos. Vão em paz…

Kryon
Canalizado por Mario Liani

Há plena e total autorização para fazer circular livremente o texto acima impresso (“O propósito do Ser como caminho para a própria maestria” – Kryon canalizado ao vivo por Mario Liani em Caracas, Venezuela, no dia 13-10-2007), sempre que seja enviado ou publicado integralmente, sem edição e com os respectivos créditos de autoria. Lembramos amavelmente que o único interesse perseguido com a divulgação pública deste e de outros textos similares é a transmissão de conhecimento e a elevação da consciência. Portanto, não se autoriza a divulgação do texto citado para fins meramente econômicos sem consulta prévia ao canalizador.

Tradução do Espanhol para o Português: Ana Cristina Moraes Warpechowski
awarp@terra.com.br http://vidyarambha.blogspot.com/
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: